quarta-feira, 23 de março de 2011

QUANDO DEUS COLOCA ALGO NO CORAÇÃO DO HOMEM


- Gênesis 22:1-19
    Deus chamou a Abraão para viver sua vontade. A vontade de Deus era ter um povo para escolhido, para que este fosse testemunha para as nações. E para isto ele escolhe um homem, chamado Abrão, e coloca em seu coração uma promessa. Isto passa a ser o sentido da vida deste homem. A vida de Abrão muda totalmente e a primeira ordenança de Deus é para que ele saísse da idólatra Ur dos Caldeus para ir a uma terra que Deus lhe mostraria.
    O Senhor faz uma aliança com Abrão e em Betel ele oferece um altar ao Senhor. Quando recebemos de Deus uma promessa, um chamado passamos a viver direcionados e motivados pela voz de Deus. Não temos outra coisa que “arde” mais em nossos corações do que a vontade de Deus. Todo o resto vêm depois e se adapta aquilo que Deus colocou em nosso coração, pois isto fica em primeiro lugar na prioridade de nossas vidas. Assim como Abrão, em cada passo que damos devemos reconhecer ao Senhor e consagrar tudo o que fazemos.

Provérbios 16:1-3 - Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua. Todos os caminhos do homem lhe parecem puros, mas o Senhor avalia o espírito. Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos.   

    Para cumprir a vontade de Deus, o ainda Abrão, passa por diversas dificuldades. Desde dificuldades internas, quando por medo de que o matassem, mente a respeito de sua mulher Sarai, dizendo ser sua irmã. Até problemas externos, como a contenda dos seus pastores com os pastores do seu sobrinho Ló, que havia partido com ele, mas que diante de tantos bens que ambos possuíam não conseguiram conviver juntos e então se separam na caminhada.
    Um homem que recebe uma direção de Deus precisa estar disposto a passar por cima de diversas dificuldades, de dúvidas, de vontades, para ver cumprida aquilo que Deus lhe prometeu.  Mas quando nos posicionamos debaixo da vontade de Deus, basta avançarmos e fazer aquilo que o Senhor tem falado que Ele nos capacitará e nos concederá as conquistas.
    Quando saímos na dependência de Deus, alcançamos objetivos que para o homem natural seria necessário muito tempo, muito recurso, ou uma equipe muito treinada para efetuar a realização. Mas aqueles que carregam em seus corações os planos de Deus se dispõe para irem aonde Deus enviar, para viverem aquilo que Deus lhes proporcionar e no cumprir da vontade de Deus, encontram a verdadeira satisfação da vida.
    Isto é o que motiva um homem a largar tudo o que têm para ir para uma nação desconhecida e dar a sua vida em favor de outras, para que conheçam o evangelho e alcancem salvação.
    Viver não pelos anseios “normais” para o mundo em que vivemos, mas por vontade de um Ser invísivel, parece loucura, um pouco de insensatez para o homem natural. Mas a esperança de viver a vontade de Deus e de viver a eternidade é algo que o próprio Deus coloca em nossos corações. Nem tudo o que vivermos com Deus compreenderemos, mas carregamos a certeza e esperança de que aquilo que provém dele é a base de nossas vidas.

Eclesiastes 3:11 - Ele fez tudo apropriado a seu tempo. Também pôs no coração do homem o anseio pela eternidade; mesmo assim este não consegue compreender inteiramente o que Deus fez.
    Abrão passa pelo período, onde muitos desistem, que é o intervalo da promessa dita e do seu cumprimento. Ele tinha a promessa de que teria uma descendência numerosa, uma grande nação abençoada. Mas sua mulher Sarai não podia ter filhos. Então eles tentam montar um plano. Sarai convence a Abrão tomar uma serva, Agar, para ter um filho, que se chamou Ismael. Esta foi uma alternativa humana que eles tiveram, mas Deus tinha outros planos.
Isaías 55:9 - Assim como os céus são mais altos do que a terra, também os meus caminhos são mais altos do que os seus caminhos e os meus pensamentos mais altos do que os seus pensamentos.
    O Senhor faz uma aliança com Abrão e muda seu nome para Abraão, o de Sarai para Sara. Ele promete um filho ao casal, que chamaria Isaque (Deus sorriu sobre ele). Abraão ri desta promessa, pois já tinha a idade de 100 anos, mas aquilo que Deus diz Ele cumpre, e assim aconteceu, nasce Isaque, o filho da promessa.
    Mas ai chega o ponto chave da vida de quem deseja carregar não a sua vontade, mas a vontade de Deus. A obediência. Abraão passa por um teste, que até hoje é um dos maiores símbolos de obediência. O Senhor pede o seu filho em sacrifício.
    Muitos homens conhecem ao Senhor, recebem uma promessa, se dedicam para a obra de Deus, mas quando chegam diante de uma prova desta, ficam paralisados e desistem. Muitos querem construir algo debaixo de rebeldia, de seus conhecimentos, da “unção”. Mas precisamos saber que antes do sacríficio é preciso ter obediência.
    Abraão foi aprovado. Ele seguiu com seu filho, servos, lenha e foi para o lugar que Deus lhe havia indicado. Ele foi determinado para cumprir tal sacrifício, mas um anjo do Senhor interrompe a ação e Deus provê um carneiro para sacrifício. Este homem é exemplo de fé para todas as gerações, ele carregou a vontade de Deus por toda a sua vida, mas precisou passar por este teste de obediência.
    Muitas vezes pensamos que para servir a Deus, basta abandonarmos nossos pecados. Mas se desejamos ser guiados pela vontade plena de Deus, precisamos nos dispôr para obedecer Sua vontade, ainda que não a entendamos. Se confiamos em Deus, sabemos que aquilo que Ele tem para nós sempre será o melhor. Quando carregamos Sua vontade, vivemos por ela acima das nossas e por esta vontade somos motivados a viver.       
    A vontade de Deus é o que guia nossas vidas!
Pastor Tarcisio Freitas

2 comentários:

  1. Ainda Vou integrar algum ministério de musica se for da vontade do pai

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo belíssimo texto: simples e tocante. Sem dúvida, Abraão mereceu o título de pai da fé. Afinal, sacrificar o maior desejo do seu coração por obediência é a maior prova de fidelidade. Além disso, Deus mostra que quando coloca uma certeza (promessa) no coração do homem, basta que este se entregue a Ele e sua vontade que no tempo certo vai se realizar. Que Deus me conceda sacrificar o "Isaque" em minha vida quando Ele me pedir. Que Deus continue o abençoando para continuar com este blog. A Paz do Senhor!

    ResponderExcluir